Gestão Social da Água na Bacia do Rio Cubatão-sul

    Capacitação em Metodologias de Governança

    Nesta segunda-feira, 31/10, um grupo de alunos participantes da Iniciativa UFSC Sustentável, uma iniciativa com o propósito de incluir propostas para a sustentabilidade no ambiente universitário, se reuniu no GTHidro para mais uma reunião. Essa reunião, porém foi diferenciada, tendo como principal pauta a apresentação de modelos desenvolvidos pelo professor Daniel José da Silva para a gestão social da água. 

    Foram apresentados o Modelo PEDS – Planejamento Estratégico do Desenvolvimento Sustentável, e o Modelo GATS – Governança da Água e do Território para a Sustentabilidade. Para ambos foram utilizados recursos visuais e apresentações em Prezi. Os alunos se acomodaram nas cadeiras da nossa sala, e a apresentação foi projetada em uma parede branca.

    A apresentação das metodologias foi uma demanda dos próprios alunos participantes da iniciativa, que nos a solicitaram para poderem ter embasamento para o começo de um planejamento estratégico para a sustentabilidade da universidade.

    Esse foi um primeiro passo na capacitação dos integrantes do projeto para que sigam rigores metodológicos no desenvolvimento de suas atividades com a comunidade acadêmica, pois as demandas que queremos levantar para propor melhorias, são demandas sociais, que incluem o bem estar da comunidade acadêmica, e para isso, precisamos pensar estrategicamente para alcançar tais objetivos de melhorias.

    8/11/2011

    Saída a campo para o reconhecimento da bacia 

    Com o apoio da vice presidente do comitê da bacia, prof Ângela Bruggeman, e da prof Maria Fronza, da EEB Anísio Vicente de Freitas, fizemos uma saída a campo com um grupo de alunos da escola. A maior parte do grupo era composta por alunas que participaram da etapa da construção dos conceitos operativos, no ano passado. Havia também alguns alunos novos, que, inclusive, mostraram grande interesse pelo tema do projeto.

    Saímos da escola por volta das 8:40h e fomos direto para o hotel Plaza, em Águas Mornas. Lá nos aguardava o biólogo Fernando, pesquisador do ecossistema do Parque Nacional da Serra do Tabuleiro. Ele ministrou uma palestra que durou cerca de 1h, falando sobre a geologia, vegetação, fauna e flora da unidade de conservação. Foi realmente uma aula de biodiversidade, todos ficamos surpresos com a imensa quantidade de espécies que formam esse ecossistema.

    Após a palestra, fizemos uma trilha pela área de vegetação do hotel. O hotel oferece uma infra-estrutura acessível e muito bem projetada para que o visitante possa caminhar pela mata, com o maior conforto. A trilha é marginal a um córrego, e é construída partes em cimento, partes em madeira tratada. Oferece também algumas áreas que adentram a área do córrego, ficando suspensas e proporcionando um local para contemplação da natureza.

    A vegetação é muito bem conservada, e na breve trilha, que durou cerca de 30min, pudemos observar diversas espécies nativas da Mata Atlântica. Os alunos ficaram maravilhados ao observar um quati comendo frutas caídas no chão.

    Voltando da trilha, o GTHidro fez uma rápida apresentação sobre a importância da biodiversidade, a preservação da qualidade da água para os múltiplos usos e sobre a localização da Bacia do Cubatão no estado. Após essa parte de valorização pedagógica, falamos sobre o projeto, seus objetivos e atividades propostas.

    Ao término da apresentação, a prof Ângela sugeriu que fizéssemos um passeio para conhecer os cursos d’água que passam pela bacia. Sugeriu a data 26/11/11.

    01/11/2011

    Reunião com a executiva do Comitê Cubatão definirá atividades do projeto de criação da Rede de Educação Ambiental da Bacia

    Nesta última sexta-feira (16/09) integrantes do GTHidro estiveram em reunião com a executiva do Comitê Cubatão-sul em Santo Amaro da Imperatriz, na sede do Comitê na Sede Administrativa do Município.

    Reunião na sede do Comitê em Santo Amaro da Imperatriz

    Com a finalidade de retomar as atividades com a comunidade, o grupo se articula para definir um novo cronograma que deverá ser posto em prática do mês de outubro até o final do ano.

    Por dificuldades como a greve dos professores e as enchentes que atingiram o município, algumas atividades terão que ser postergadas para o início do ano letivo em 2012.

    Uma nova reunião para definir o grupo que irá participar das atividades de capacitação do projeto está marcada para o dia 22/09, onde representantes da comunidade escolar, comitê da bacia e universidade se encontrarão para consensuar sobre o melhor a ser feito no momento.

    20/09/2011

    Projeto de Criação da Rede de Educação Ambiental da Bacia do Rio Cubatão-sul

    O Projeto visa a criação de uma rede de educação ambiental que conecte as escolas da região com o objetivo de incluir, no projeto pedagógico municipal, os temas referentes à bacia hidrográfica em que o município está inserido, para que os alunos tenham contato com os aspectos geográficos, físicos e químicos da região.

    Para levantar os dados, será realizado, concomitantemente, o projeto da Rede de Informações Hidrológicas da Bacia, onde os graduandos participantes do projeto farão a coleta e análise da água e dos demais parâmetros que definem as características da bacia hidrográfica e sua hidrodinâmica. Ao final dos estudos objetiva-se a criação de um site que contenha as informações hidrológicas da bacia, que poderá servir de fonte para pesquisas escolares e como banco de dados de informações temporais.

    Serão agendadas, também, saídas a campo com os jovens da bacia para coletar água e conhecer métodos de amostragem e parâmetros de análise da água.

    Com essas práticas, poderemos abordar a Política Nacional de Recursos Hídricos e as legislações que regulam os parâmetros para a análise da qualidade da água, entre outras. Dessa forma, os jovens de hoje estarão aptos a contribuir para a governança dos recursos e para a tomada de decisões sobre o enquadramento dos corpos hídricos.

    “Conhecer os rios que temos para estabelecer a qualidade dos rios que queremos.”

    One thought on “Gestão Social da Água na Bacia do Rio Cubatão-sul

    1. PORQUE não podemos fazer um diálogo ao vivo na Rádio Comunitária, falando com pessoas interessadas?
      O objetivo principal, no momento, deveria ser o Registro dos Cursos de água da Bacia. para serem mapeados, com limites, marcos, podendo registrar as propriedades por onde passa o curso do riacho, cachoeira, ou córrego. Não podemos transformar o regimento de uma entidade DELIBERATIVA num regimento de Empresa, fechado, com objetivos particulares. Quem vai executar as TAREFAS deliberadas pela entidade Deliberativa será certamente o Poder Público, depois de bem fundamentados os projetos. Portanto, deixem as pessoas opinarem, pois estamos criando um processo de confecção de um programa para cuidar de um bem ÁGUA, que é nosso, e não desperdiçarmos a ocasião de nos sairmos bem. Nenhuma classe social, sindicato ou empresa é maior ou menor, falando-se em água, pois todos precisamos dela igualmente.

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

    Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>